O Camu camu é um arbusto de pequeno porte que pode atingir até 3 metros de altura. Possui caule com casca lisa, folhas avermelhadas quando jovens e verdes posteriormente. Suas Flores brancas são aromáticas e aglomeradas em grupos de 3 a 4.

Fruto: Arredondado, de coloração avermelhada quando jovem e roxo- escura quando maduro. Uma Polpa aquosa envolve a semente de coloração esverdeada. Frutifica de novembro a marco.

Cultivo: Espécie silvestre que ocorre predominantemente ao longo das margens de rios e lagos,com a parte inferior do caule freqüentemente submerso.

O camu-camu, de acordo com resultados obtidos em experimentas realizados pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), apresenta alto valores nutritivos e, em especial, possui uma concentração de vitamina C em sua polpa superior ao da acerola.

Fruto de planta nativa da Amazônia, o camu-camu cresce em arbustos ou pequenas árvores e se encontra disperso em quase toda a região. Pode ser encontrado, invariavelmente, à beira dos igarapés, rios ou em regiões permanentemente alagadas, onde a parte inferior de seu caule pode ficar imersa.

Os frutos do camu-camu são pequenas esferas do tamanho de cerejas, de casca mais resistente do que a acerola, lembrando a jabuticaba: sua casca, ao se romper na boca, deixa escapar o caldo da polpa, que fica envolto em uma semente única. Apresentam uma cor avermelhada que, à medida que vão amadurecendo, passam a um roxo enegrecido. Muitas vezes, as frutinhas são encontradas em tamanha quantidade, que o colorido que dão à margem das águas amazônicas chama a atenção de qualquer pessoa.

O camu-camu é uma espécie tipicamente silvestre, mas com um grande potencial econômico capaz de colocá-lo no mesmo nível de importância de outras frutíferas tradicionais da região amazônica, tais como o açaí e o cupuaçu
.

Camu-camu

Caixa de texto: voltar