O levedo ou levedura de cerveja possui nome científico de Saccharomyces cerevisae. É uma levedura inativa, resultante do processo de fermentação natural da cevada.

É um ótimo complemento alimentar, pois contém alto teor proteíco (aproximadamente 45% de proteínas de origem vegetal). É de fácil digestão.

Não contém gordura saturada nem colesterol. Contém cromo, potássio, ferro, vitaminas do complexo B, etc. Esses nutrientes ajudam no funcionamento do sistema nervoso, no ganho de massa muscular (massa magra), na proteção da pele e dos olhos, no metabolismo dos carboidratos, etc.

Observação: o levedo não deve ser submetido a altas temperaturas para não alterar suas propriedades nutricionais.

Utilização: 1 colher (chá) por dia, diluído em água, iogurtes, sucos de frutas, caldos, molhos (acrescentar depois pronto), etc.

Informação nutricional
Por 100g Porção 15g %VD(*)
Valor Energético 300 kcal 40 kcal 2
Carboidratos 35 g 5 g 2
Proteínas 40 g 6 g 12
Gorduras totais 1,5 g 0 g 0
Gorduras saturadas 0 g 0 g 0
Gorduras Trans 0 g 0 g 0
Colesterol 0 mg 0 mg 0
Fibra alimentar 22 g 3 g 12
Cálcio 80 mg 12 mg 1
Ferro 20 mg 3 mg 21
Sódio 50 mg 0 mg 0
*Valores diários de referência com base em uma dieta de 2000 kcal.

Os flocos de cevada obtidos a partir dos grãos pré-cozidos, selecionados, prensados e secos. Têm preservada a película e o gérmen, onde se concentra a maior parte dos nutrientes.
Contêm carboidratos complexos, vitaminas do complexo B e minerais. É fonte de proteínas e de ferro.
Utilização: em sopas, cozidos, granolas, vitaminas, biscoitos, etc.

Informação nutricional
Por 100g Porção 40g %VD(*)
Valor Energético 360 kcal 140 kcal 7
Carboidratos 87 g 35 g 12
Proteínas 10 g 4 g 8
Gorduras totais 1,5 g 1 g 2
Gorduras saturadas 0 g 0 g 0
Gorduras Trans 0 g 0 g 0
Colesterol 0 mg 0 mg 0
Fibra alimentar 1 g 0 g 0
Cálcio 52 mg 21 mg 3
Ferro 5 mg 2 mg 14
Sódio 50 mg 0 mg 0
*Valores diários de referência com base em uma dieta de 2000 kcal.

cevada é um cereal que pode ser comido puro ou acompanhado de leite animal ou vegetal. Nesse caso cozinha-se na pressão, uma xícara de cereal para duas de água, por uns 40 minutos, até o grão ficar macio.
Pode-se colocá-la também em sopas ou como ingrediente em saladas, seu sabor é adocicado.

Uma receita:

Ingredientes
- 3 colheres (sopa) de cevada
- 1 xícara (chá) de arroz arbório ou integral
- água quente
- 1 xícara (chá) de cogumelos frescos em fatias
- ½ xícara (chá) de ervilhas frescas
- ½ xícara (chá) de milho em conserva
- 1 dente de alho picado
- sal marinho, salsinha picada a gosto
- 1 colher (chá) de suco de limão
- 1 colher (sobremesa) de tomilho
- 1 CS óleo para refogar

Modo de Preparo
Misture todos os ingredientes, refogando-os. Acrescente a água fervida e cozinhe por 35 a 45 minutos, ou até que os crerais fiquem macios. Deixe descansar tampado, por 5 minutos. Rendimento - 6 porções

Também usa-se o pó de cevada, comercializado como se fosse "pó de café", fica uma bebida bem gostosa (dá para adicionar um pouco de café, para quem não resiste...).

Possui propriedades terapêuticas: diurética, depurativa, antiescorbútica, emoliente, expectorante, nutriente, energética, tônica e alcalinizante.
É rica em cálcio, fósforo e potássio.

Outra forma de comê-la, extremamente saudável: germinar os brotos!

Lembrei também do malte de cevada, é um adoçante não refinado, obtido por processos enzimáticos a partir da cevada.

É especialmente aconselhável consumi-la no frio, então agora seria a melhor época. Aqui no RS está um frio de rachar, não sei onde vcs estão, mas se estiverem sob a frente fria polar que assola o sul do país, cevada é ótima pedida...

FONTE -  http://www.maeterra.com.br/index.php?secao=04c&codigo=41

A cevada tem utilização muito variável de região para região. Em nosso meio, o uso principal é a obtenção de malte a partir dos grãos processados na fabricação de bebidas (indústria cervejeira) mas, existem outros produtos derivados da cevada utilizados em diferentes áreas, tais como:

Culinária: Em termos nutritivos, a cevada compara-se a cereais como o trigo e o centeio. Pode ser consumida na forma de mingaus, sopas, saladas e pães. Dela pode-se extrair o malte, que é usado na fabricação de alimentos dietéticos pois tem o poder de auxiliar no processo digestivo de alimentos farináceos e feculentos, impedindo a fermentação nos intestinos.

Ração: parte dos grãos não aceitos para a maltaria (20%), são destinados o produção de farinha para mistura em ração animal.

Beleza: Em produtos esfoliativos para limpeza e renovação celular da pele do rosto.

Saúde: Os grãos cozidos ajudam a combater febre, afecções do estômago e vias urinárias, problemas do fígado, intoxicações, escorbuto, desnutrição, convalescência, bronquite e edemas. Na forma de emplastro, são usados contra ulcerações e inflamações na pele.

Propriedades Medicinais: Alcalinizante, Antiescorbútica, Antitérmica, Depurativa, Diurética, Emoliente, Expectorante, Nutritiva, Tônica.

cevada é um cereal que pode ser comido puro ou acompanhado de leite animal ou vegetal. Nesse caso cozinha-se na pressão, uma xícara de cereal para duas de água, por uns 40 minutos, até o grão ficar macio.
Pode-se colocá-la também em sopas ou como ingrediente em saladas, seu sabor é adocicado.

Uma receita:

Ingredientes
- 3 colheres (sopa) de cevada
- 1 xícara (chá) de arroz arbório ou integral
- água quente
- 1 xícara (chá) de cogumelos frescos em fatias
- ½ xícara (chá) de ervilhas frescas
- ½ xícara (chá) de milho em conserva
- 1 dente de alho picado
- sal marinho, salsinha picada a gosto
- 1 colher (chá) de suco de limão
- 1 colher (sobremesa) de tomilho
- 1 CS óleo para refogar

Modo de Preparo
Misture todos os ingredientes, refogando-os. Acrescente a água fervida e cozinhe por 35 a 45 minutos, ou até que os crerais fiquem macios. Deixe descansar tampado, por 5 minutos. Rendimento - 6 porções

Também usa-se o pó de cevada, comercializado como se fosse "pó de café", fica uma bebida bem gostosa (dá para adicionar um pouco de café, para quem não resiste...).

Possui propriedades terapêuticas: diurética, depurativa, antiescorbútica, emoliente, expectorante, nutriente, energética, tônica e alcalinizante.
É rica em cálcio, fósforo e potássio.

Outra forma de comê-la, extremamente saudável: germinar os brotos!

Lembrei também do malte de cevada, é um adoçante não refinado, obtido por processos enzimáticos a partir da cevada.

É especialmente aconselhável consumi-la no frio, então agora seria a melhor época. Aqui no RS está um frio de rachar, não sei onde vcs estão, mas se estiverem sob a frente fria polar que assola o sul do país, cevada é ótima pedida...

A CEVADA

Caixa de texto: VOLTA