A ameixa é uma fruta cultivada desde os tempos remotos. Tem sabor levemente ácido e é muito apreciada pelo povo japonês. Chama a atenção pelas suas variedades de cores. que vão desde carmesim, branca, amarela, azul-escura e preta.

Os frutos são ovóides, pequenos e de coloração púrpura a azul escura. Existem ainda as brancas, as amarelas e pretas. Suas folhas são grandes, ovais, denteadas nas bordas e muito ásperas.

As flores, brancas e pequenas, desabrocham na primavera. Sua altura varia de 3 a 6m, adaptando-se mais aos climas frios, como no Sul do Brasil, por exemplo.

Sua origem é o Sudeste Europeu e Ásia Ocidental; mais tarde foi cultivada e modificada pelos americanos, que formaram novas espécies.

Ela recebeu o nome científico de Prunus domestica L. e pertence à família Rosaceae, a mesma da jabuticaba, cerejas e damasco, existindo hoje mais de 300 variedades. Na Alemanha é conhecido um licor de ameixas chamado Zwetschert Wasser, que significa aguardente de ameixas.

No Japão, é muito utilizada na medicina oriental, especialmente a variedade japonesa Umebushi, que tem presença obrigatória na macrobiótica, com virtudes terapêuticas confiáveis, principalmente para combater a anemia, devido à sua grande quantidade de ferro.

O fruto, ainda verde, é colocado em sal grosso, conforme uma técnica milenar, acrescentando-se ervas tissõ e deixando em repouso por um período de 6 meses a 3 anos.
Assim, fica pronta a conserva de ameixa salgada ou Umebushl, que ajuda a normalizar o pH do sangue. O óleo extraído do caroço é utilizado na Índia como substituto do óleo de amêndoas.

As ameixas secas são também uma boa fonte de potássio, útil para os praticantes de esportes. Os Estados Unidos (Califórnia) são os maiores produtores de ameixa seca, com 70% da produção mundial.

Possui um elemento químico chamado hidroxifenilsatina que, junto com as fibras, ajuda no peristaltismo intestinal, combatendo a prisão-de-ventre.

As fibras da ameixa ajudam o bolo alimentar a seguir seu caminho mais rapidamente, pois não são digeridas pelo organismo; absorvendo bastante água e agindo como “esponja” eliminando as fezes e as toxinas, que passam com facilidade pelo cólon, na parte final do intestino, eliminando assim, todos os resíduos intestinais.

Ela contém vitamina C (ácido ascórbico), que ajuda a melhorar as funções dos linfócitos e dos monócitos, responsáveis pelo ataque aos vírus e às bactérias, além de aumentar o sistema imunológico e realizar o combate ao mau colesterol.

Embora contenha pouca quantidade de vitamina A, ajuda a melhorar a visão, o sistema imunológico e a prevenir infecções. A vitamina B6 ajuda a controlar o diabetes, os problemas de pele e a catarata.

É também útil contra câncer de pele, principalmente o melanoma. Ajuda no combate à síndrome do túnel de carpal ou carpio, que é a compressão de um nervo do pulso ou pé, causando a sensação de alfinetadas ou choques, com dor.

E rica em minerais como: potássio, útil para quem usa diurético, em regimes de emagrecimento, e para repor o potássio, para atletas profissionais ou mesmo amadores que malham muito.
O potássio é também bom controlador do desenvolvimento muscular e também do sistema nervoso central. As ameixas secas são ricas em potássio, para quem tem problemas de hipertensão (pressão alta).

Tem alto teor de fósforo, indicado para nervos e neurônios. Tem muito magnésio, que está classificado como o mineral mais importante para o coração. Mais de 300 enzimas diferentes do nosso organismo dependem desse mineral.

Quem tem crises regulares de enxaqueca. não precisa antecipar o futuro com visitas diárias ao médico para um alívio mais prolongado. O magnésio da ameixa é um bom preventivo.

Também é muito energética. indicada para os que malham e para atletas por evitar o cansaço físico. Possui pectina. Contém ainda ferro, que beneficia o equilíbrio sanguíneo e acaba com a anemia ferropriva, agindo na formação das hemácias.

Portanto, consumi-la in-natura, em compota, bolos, geléias ou em passas, é muito bom para a circulação, para evitar a retenção de líquidos, para o coração e para aumentar o sistema imunológico.

Da polpa da ameixa se fazem sucos. geléias. bolos, sorvetes e pudins. O valor energético em uma dose de 100g de ameixa branca é de 63 calorias.
 

Caixa de texto: voltar

Ameixa: Contra Hipertensão, Ácido Úrico e

Prisão de Ventre