A Terapia Intensiva

Muitos são os casos que se beneficiam com o consumo regular do limão. No entanto, o uso intensivo é especialmente indicado nos reumatismos e doenças afins, na asma, no enfisema, nas doenças agudas e no fortalecimento do sistema imunológico.
Para este tratamento, deve ser usado fruto pequeno/médio e suculento, macio e perfeitamente maduro, da variedade que mais convier, preferencialmente orgânico ou isento de agrotóxicos.
O tratamento está baseado no consumo do suco puro e fresco dos limões, sendo totalmente incompatível a presença do açúcar que, como já citado, é um alimento que acidifica e intoxica o sangue.
O tratamento mais conhecido e divulgado na literatura sobre o limão é a Terapia Intensiva de 19 dias, que começa pela ingestão do suco de um limão no primeiro dia e vai aumentando-se a dose diária com 1 limão, ao longo de dez dias sucessivos, até perfazer o total de 10 limões no décimo dia. No décimo primeiro dia decrescem as doses em igual proporção, reduzindo 1 limão a cada dia, até que no décimo nono dia a ingestão é o suco de apenas 1 limão.
Observe na tabela o esquema dia-a-dia de como deve ser praticado este tratamento.
Naqueles dias quando são muitos os limões, e o volume de suco é elevado, a ingestão pode ser feita em apenas uma toma em jejum, ou, mais factivelmente, em 2-3 tomas distribuídas ao longo do dia:
• Primeira toma em jejum, 20 minutos antes do desjejum;
• Uma ou duas tomas 10-20 minutos antes das refeições principais.

TERAPIA DO LIMÃO  do livro Viva o Limão

Caixa de texto: voltar