Gordura Vegetal Hidrogenada

Caixa de texto: voltar

Eles pegam o óleo e adicionam hidrogenio, para q o óleo vire gordura (usando o níquel, um mineral tóxico ao organismo, para acelerar a reação) e fique sólido a temperatura ambiente. Ex: para a margarina ficar cremosa e não derreter em cima da mesa.
Essa gordura é usada para frituras, pois, não deixa cheiro nem gosto nos alimentos (ex: batatinhas industrializadas, como, as do mc donalds; nuggets) . Também deixa eles mais crocantes e sequinhos (muito cuidado, pois, a batata sequinha pode estar cheia de gordura...rs)
A gordura trans também deixa os sorvetes e recheios de bolachas bem cremosos e saborosos.

O problema da gordura trans: aumenta o colesterol ruim e diminui o colesterol bom. Pode causar sérios problemas ao coração (ex: infarto)
O máximo q se pode ingerir dessa gordura é 2 g por dia.

DÁ UMA OLHADA NESSES SITES

http://www.agropalma.com.br/default.aspx?pagid=DNDLONQO

http://www.aboissa.com.br/palma/index.htm

O que é hidrogenação?

Hidrogenação é o processo em que o átomo de hidrogênio é adicionado diretamente nos pontos de insaturação nos ácidos graxos. Isso resulta no endurecimento dos óleos e forma um produto semi-sólido. A hidrogenação de gorduras é realizada para converter óleos líquidos em uma forma semi-sólida para produzir produtos que tenham diferentes consistências, pontos de fusão e textura. Além disso, a hidrogenação também aumenta a estabilidade da gordura ou do óleo por converter triglicerídeos insaturados em saturados.

Por que gorduras e óleos são hidrogenados?

Para utilizar óleos e gorduras com alta porcentagem de ácidos graxos mono e poliinsaturados no processamento de alimentos, fabricantes precisam primeiro hidrogenar estes óleos e gorduras para convertê-los para uma forma mais sólida e de maior utilização. Sem hidrogenação, muitos óleos vegetais necessitam de estabilidade para serem usados no processamento de alimentos. Alimentos que utilizam óleos vegetais insaturados em seu estado natural podem ter uma vida de prateleira menor, podendo oxidar, tornar-se rançoso mais rapidamente e podem não ter mais a mesma consistência. Ao contrário de muitos outros óleos vegetais, o óleo de palma é semi-sólido em seu estado natural e é usado normalmente no processamento de alimentos sem hidrogenação.